Seminário Doutoral – Nicolás Sica Palermo – Forma e Tectonicidade: Estrutura e Pré-fabricação na Obra de Gordon Bunshaft

O Departamento de Arquitectura da Universidade Lusófona de Lisboa e do Porto estão a organizar o Seminário de Doutoramento: Arquitectura, concepção e Investigação para o corrente ano lectivo.
 
The Architecture Departments of Lusófona University of Lisbon and Oporto are organizing a seminar – Architecture: Design and Research – for the current academic year.
 
This friday: 14 May 2021 at 16:30 (Lisbon Time)
Nicolás Sica Palermo – Forma e Tectonicidade: Estrutura e Pré-fabricação na Obra de Gordon Bunshaft

Please, feel invited to participate:

Zoom (class): https://videoconf-colibri.zoom.us/j/84986977917

Synopsis:

As obras do arquiteto Gordon Bunshaft, desenvolvidas no período em que trabalhou na empresa S.O.M. – Skidmore, Owings & Merrill – agrupam uma serie de atributos construtivos e formais que refletem a modernidade e o âmbito no qual esta alcançou sua máxima expressão artística.

A Lever House, terminada em 1952, atraiu fama e novos clientes à empresa, transformando-se em um dos paradigmas para a concepção de edifícios de escritórios modernos. A evolução dos processos projetuais e construtivos de S.O.M. geraram uma considerável variedade de soluções formais produzidas durante os anos cinquenta. A estrutura laboral da empresa se baseava em três aspectos básicos: a arquitetura moderna, os métodos organizacionais norte-americanos e o domínio e desenvolvimento das técnicas e materiais construtivos industrializados disponíveis. Quase na década de sessenta, os projetos de S.O.M. passaram a ter estruturas resistentes mais expressivas e refinadas tecnicamente, potencializando atributos formais e adquirindo mais funções do que as usuais. O escritório de Nova Iorque, com Gordon Bunshaft no comando, foi o primeiro em introduzir unidades pré-fabricadas de concreto nos seus projetos, originando a maioria das aplicações posteriores do material. A prática de Bunshaft e sua equipe foram, desde o início, na direção da exploração do material em sistemas resistentes, tendo sempre como precedentes aquelas experiências com estruturas de aço que acabaram sendo bem-sucedidas.

Nesse contexto, construíram-se edifícios nos quais o sistema estrutural praticamente determina a forma resultante. O arquiteto empregou em seus projetos com elementos de concreto pré-fabricado basicamente dois tipos de estruturas: estruturas reticulares de perímetro – componentes estruturais verticais que se materializaram nos edifícios para a John Hancock Company em Nova Orleans e para o Banco Lambert em Bruxelas – e lajes unidirecionais sobre apoios contínuos – componentes estruturais horizontais em edifícios como o American Can Company em Greenwich, o American Republic Company em Des Moines, e na própria casa do arquiteto em East Hampton.

A economia de meios e soluções adotadas, a repetição ordenada destas soluções e a precisão na execução geram a consistência visual e formal dos edifícios, que têm como incontestável rasgo característico uma clara tectonicidade. Além de originar-se nos sistemas estruturais compostos por elementos pré-fabricados de concreto, a tectonicidade característica na obra do arquiteto também se percebe no desenho das peças, na maneira como se unem e nos acabamentos utilizados sobre elas.

Como afirmava o próprio Bunshaft, “nós adotamos a pré-fabricação e fizemos dela um benefício de projeto”

Biographical Note:

Nicolás Sica Palermo possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2004), mestrado em Arquitetura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2006), Master em Teoria y Practica de Proyectos Arquitectonicos – Universidad Politecnica de Catalunya (2008) e Doutorado em Proyectos Arquitectonicos – Universidad Politecnica de Catalunya (2012). Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Projetos Arquitetônicos. É professor adjunto e na Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal do Rio Grande do Sul desde 2014, e Chefe do Departamento de Arquitetura na mesma instituição desde 2020.