Estudar uma Cidade a partir de uma Praça

Aula Aberta
Dia 4 de Novembro, pelas 18h no Zoom
Estudar uma Cidade a partir de uma Praça
Domingas Vasconcelos
Resumo:
Viver no Porto desde criança e estudar Arquitetura na Facudade de Arquitetura da Universidade do Porto foram estabelecendo em mim uma relação cada dia mais intensa com esta cidade. Uma década após o termo da licenciatura e quase outro tanto tempo de trabalho diário sobre o Porto, como arquiteta ao serviço do município, senti a necessidade de um novo tempo de estudo académico que me ajudasse a transformar em conhecimento consolidado um manancial de informação e de interrogações sobre a história desta urbe e dos seus construtores. Por este motivo e com o objetivo de sistematizar informação documentalmente apoiada sobre os factos e personagens que foram moldando o espaço urbano, com particular incidência no século XX, propus-me fazer um Mestrado em História da Arte, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, tendo como orientador o Professor António Cardoso.
Foram tempos de voltar a estar entre estudantes que fazem perguntas, trocam ideias e partilham ‘descobertas’. Foi uma oportunidade de ouvir os professores falarem com entusiasmo das suas pesquisas e trabalhos publicados. Aprender com o grande especialista em Marques da Silva, com a sua visão alargada da Cidade, da Arquitetura e da Arte do século XX, foi um privilégio.
O trabalho pessoal, solitário, foi também uma constante. A estruturação do trabalho com a fixação e reformulação dos tópicos e das perguntas e hipóteses de investigação. A aprendizagem e experimentação de metodologias e instrumentos de pesquisa. As horas passadas no arquivo histórico em busca e na consulta de documentos (cartografia, planos de abertura de ruas, licenças de obras, …). As tardes nas bibliotecas das faculdades, lendo trabalhos académicos que então apenas estavam disponíveis na versão impressa entregue para avaliação. Mas também já alguma pesquisa no mundo, então ainda novo, da internet. Não esquecendo as idas ao lugar, para percorrer, ver e rever, fotografar. Importante foi também uma viagem de estudo, nas férias de Verão, com um itinerário programado a partir de obras-chave para uma melhor compreensão da ‘igreja do Marquês’.
A escrita da dissertação foi um exercício disciplinador do pensamento e que trouxe coerência a um discurso apoiado na informação recolhida, nos documentos consultados, na experiência do lugar e no percorrer de outros lugares.
A vontade de que esta teia de relações que passaram a enquadrar o meu olhar sobre o Porto pudesse ser útil e utilizada de modo alargado, levou depois a uma outra etapa: a publicação do livro «A Praça do Marquês de Pombal na Cidade do Porto. Das suas origens até à construção da Igreja da Senhora da Conceição» (FAUPpublicações, 2008).
Nota biográfica:
Domingas Vasconcelos é licenciada em Arquitetura (FAUP, 1990) e mestre em História da Arte (FLUP, 2004). Trabalha como arquiteta na Câmara Municipal do Porto desde 1992, na Divisão de Estudos Urbanísticos (até 1999) e na Divisão de Património Cultural (desde 2000). É membro da Ordem dos Arquitetos, do ICOMOS-Portugal (Conselho Internacional dos Monumentos e Sítios) e sócia fundadora da APRUPP (Associação Portuguesa para a Reabilitação Urbana e Proteção do Património). Acompanha o trabalho profissional centrado no património arquitetónico e urbano do Porto com investigação no âmbito do Património Cultural, da Paisagem Histórica Urbana e da Sustentabilidade na cidade, participando também na realização de ações de divulgação de pesquisa científica e de boas práticas nestas áreas de que são exemplos os seminários Cuidar das Casas I: A manutenção do Património Corrente (2011) e Cuidar das Casas II: A conservação do Património do século XX (2013) bem como o recente Workshop “Conservation of old timber window frames and doors”, integrado na campanha World Heritage Volunteers UNESCO do programa European Heritage Training Course (2021).
O Seminário convida investigadores e arquitectos de instituições de ensino ou unidades de investigação exteriores a fazerem apresentações nos seguintes tópicos:
1 -Trabalho de Mestrado e Prática Posterior de Investigação
2 – Inquietação: Interacção da Teoria com a Prática da Arquitectura
As sessões apresentam experiências de transição do percurso académico para a actividade profissional, convocando participantes e alunos a uma reflexão sobre o modo como a experiência do trabalho de dissertação pode ser determinante na actividade profissional, na prática da arquitectura e na pesquisa de suporte dessa mesma prática. É possível compatibilizar no início de carreira os domínios da prática, teoria e crítica com investigação operativa?
O que investigadores e arquitectos podem trazer para o debate académico? Como vêem a actividade de investigação e o suporte da sua própria criação arquitectónica e de criações referenciais? A arquitectura desperta interesse noutras áreas científicas? Os jovens arquitectos desenham escrevendo e escrevem desenhando? Qual a importância do conhecimento da História? De que modo os seus métodos e instrumentos são determinantes para atingir objectivos e obter soluções? De que modo o suporte dessa mesma prática reflecte inquietações?
O seminário tem como objectivos principais fornecer aos alunos conteúdos e matérias de estímulo à concretização do Projecto de Dissertação (Plano de Trabalhos) e suscitar uma reflexão acerca dos campos da pesquisa arquitectónica, convidando profissionais a contribuírem para que os alunos reflictam sobre a transição do percurso académico para a actividade profissional, visando desenvolver competências de autonomia para a organização do seu conhecimento e a aptidão para distinguir não apenas os domínios fundamentais da arquitectura – prática, crítica, teoria, história – bem como as articulações e inter-relações que entre eles se estabelecem e a contactarem com investigadores de outras áreas científicas.
Laboratório de Investigação – Seminários, 5º ano, Curso de Mestrado Integrado, 2021/2022
Docentes: Prof. Francisco Portugal e Gomes, Prof. Bernardo Vaz Pinto
DAU – Departamento de Arquitectura e Urbanismo, ECATI
Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, Lisboa